Estilo

Seja Estilo
Gastronomia

CHOCOLATES BEAN TO BAR

Conheça essa nova forma de produção, que garante chocolates mais gostosos e saudáveis

(Imagem)

Você sabia que para ser considerado chocolate o produto brasileiro precisa ter apenas 27% de cacau? A sorte é que, na contramão da grande indústria, pequenos produtores estão investindo em alta qualidade e revolucionando a produção de chocolates. Adeptos do processo bean to bar, que significa “da amêndoa à barra” (ou tree to bar, “da árvore à barra”), eles cuidam de todas as etapas produtivas do começo ao fim: plantam o cacau, processam as amêndoas, fabricam o chocolate e o transformam em barras. O resultado é surpreendente. São chocolates com alto teor de cacau, pouquíssima adição de açúcar e gordura, sabor e aroma pronunciados. Além de gostosos, são muito mais saudáveis.

Na Bahia, estado que figura entre os maiores produtores de cacau do país, o produtor Diego Badaró foi um dos pioneiros do processo bean to bar. Sobrinho-bisneto do temido Sinhô Badaró, coronel que desbravou as matas de Ilhéus e virou até personagem do romance Terras do Sem-Fim, de Jorge Amado, ele lançou em 2010 a marca Amma Chocolates. Há oito anos o conceito era novidade, mas não custou a pegar – hoje, a Amma tem lojas próprias em Salvador e São Paulo e seus chocolates orgânicos são vendidos até para outros países.

Na carona do sucesso da Amma, outros produtores se lançaram na mesma empreitada. É o caso da Mendoá, também baiana – lavoura de cacau e fábrica de chocolate ficam lado a lado em uma mesma propriedade, a Fazenda Riachuelo, localizada na Rodovia Ilhéus-Uruçuca. A produção é tão impecável que o lugar faz parte do roteiro Estrada do Chocolate, inaugurado em julho de 2018, e fica aberto a visitantes. Com agendamento prévio, é possível percorrer as estradinhas que cortam a plantação de cacau, testemunhar o ritual da quebra da fruta dentro da floresta e espiar todas as etapas da fabricação do chocolate, com direito a degustação no final.

E nem é preciso ter lavoura própria para produzir chocolates de qualidade. Marcas como a Chor, com sede em Ilhéus, e Raros, de São Paulo, mantêm relação estreita com os fornecedores de amêndoas, acompanham todo o desenvolvimento de cada safra e, dessa forma, garantem o resultado na outra ponta.

Outra boa notícia: está cada vez mais fácil encontrar chocolates de origem no varejo, seja nas lojas online das próprias marcas, em pequenos empórios ou nas grandes redes de supermercados. Confira:

Amma (ammachocolate.com.br)

Mendoá (mendoachocolates.com.br)

Chor (chorchocolate.com.br)

Raros (rarosfazedoresdechocolate.com.br)

Dica BB: Deu vontade de conhecer uma fazenda de cacau? Com Crédito Banco do Brasil tudo fica mais fácil. O dinheiro entra direto na sua conta e você tem até 180 dias para começar a pagar. Conheça e encontre as melhores condições para realizar a sua viagem dos sonhos.

CONFIRA(Imagem)

Você também pode
se interessar por

Banco do Brasil e Ourocard trazem Menu Estilo com exclusividade para seus clientes
Gastronomia
Banco do Brasil e Ourocard trazem Menu...

Em parceria com a empresa MC Log, responsável pelo maior...

CONFIRA