Estilo

Seja Estilo
Casa e Decoração

Lina Bo Bardi: poesia em concreto

Conheça 5 curiosidades sobre a artista que marcou a arquitetura brasileira

(Imagem)

Achillina Bo, a Lina Bo Bardi, faria 105 anos no mês de dezembro. Motivo que está sendo comemorado em São Paulo exatamente da maneira como ela gostava, com música boa e casa cheia. A Casa de Vidro, antiga residência da arquiteta, recebeu para almoço 200 patronos envolvidos com o mercado de arte e design – colecionadores, galeristas, investidores e arquitetos. Uma ação orquestrada pelo Instituto Lina Bo Bardi para manter viva a flama que um dia fez história no horizonte de construções no país. A cantora Maria Bethânia, amiga de Lina, fez apresentação especial durante o almoço, cujo cardápio partiu do próprio livro de receitas pessoais de Lina.

Grande dama da arquitetura brasileira, é dela um dos projetos mais emblemáticos do país, que serve como cartão-postal de São Paulo: o Masp (Museu de Arte de São Paulo). Italiana radicada no Brasil em fuga da guerra, em 1946, ela e o marido Pietro Maria Bardi fincam residência na capital paulista, e desenvolvem uma série de projetos que colocariam a cidade no mapa de pérolas arquitetônicas do planeta.

Conheça 5 curiosidades sobre Lina:

  • Levam a assinatura de Lina Bo Bardi importantes monumentos modernistas de São Paulo. Além do Masp, projeto reconhecido pelo implacável vão flutuante que serviu de palco para grandes manifestações da história brasileira, o Sesc Pompeia pode ser ranqueado como o segundo edifício mais comentado do portfólio. Engrossam a lista construções como a Casa de Vidro, o Teatro Oficina e, em Salvador, a Casa do Chame-Chame e a recuperação do Solar do Unhão.
  • Não foi apenas pela boa arquitetura que se consolidou Lina. Dos croquis da ítalo-brasileira, surgem peças de mobiliário icônicas, como a cadeira Girafa, concebida para o restaurante do Masp, a poltrona de Três Pés e, talvez a mais conhecida de todas, a poltrona Bowl.
  • Apaixonado pela cultura popular, o casal Bo Bardi se torna colecionador assíduo e frequentador dos grandes museus brasileiros, personagens constantes na vida intelectual do país, em contato direto com Assis Chateubriand.
  • Dona Lina, como a chamavam os baianos, teve importante participação na restauração do centro histórico de Salvador, reconhecido pela Unesco como Patrimônio da Humanidade, em parceria com os arquitetos Marcelo Ferraz e Marcelo Suzuki, além de João Filgueiras Lima para a Casa do Benin e o restaurante na Ladeira da Misericórdia.
  • Mal sabem os críticos, mas Lina era avessa à futilidade. Segundo suas próprias palavras, “Eu tenho projetado algumas casas, mas só para pessoas que eu conheç Tenho horror em projetar casas para madames, em que entra aquela conversa insípida em torno da discussão de como vai ser a piscina, as cortinas (…). Gostaria muito de fazer casas populares.”

Onde a arte encontra a natureza

Em 1951 ganhou vida o primeiro projeto construído da arquiteta Lina Bo Bardi. A Casa de Vidro foi residência do casal Bardi por mais de 40 anos e, apesar de marcada por vidro e aço, expressa o apreço do casal pela riqueza natural do Brasil. Considerada pioneira do modernismo no Brasil, a Casa de Vidro conta com uma fachada imponente de vidro, por onde entra arrebatadora a luz do sol. A construção flutua sobre pilares de aço estrategicamente dispostos, de maneira que a construção não se sobreponha à natureza ao seu redor. Seu jardim conta com cerca de 7 mil m² e foi cuidadosamente planejado e plantado pela própria arquiteta, até que a vegetação então miúda se transformasse em um bosque aconchegante com trilhas e recantos.

Hoje, a Casa de Vidro é a sede do Instituto Lina Bo e P.M. Bardi e está aberta à visitação do público, guiada por educadores que ajudam a manter vivo o pensamento e obra do casal no cenário cultural brasileiro.

O legado de Lina Bo

Ainda que seus edifícios tenham lhe trazido grande visibilidade, a obra de Lina Bo Bardi foi abrangente e interdisciplinar. A sensibilidade social e a crítica cultural marcaram o trabalho da arquiteta, que buscava, em oposição à racionalidade da forma, exaltar valores como igualdade e liberdade em suas projeções, conectando sua obra com o contexto humano.

Uma verdadeira inspiração para os jovens arquitetos em busca de personalidade e soluções para a maneira como vivemos nas grandes cidades. Para sempre, Lina.

Dica BB: : Está inspirado com o trabalho de algum arquiteto como Lina Bo Bardi? Com o BB Crediário você pode reformar, construir e decorar sua casa. Compre material de construção, móveis planejados e itens de decoração e pague em condições especiais. Conheça:

CONFIRA(Imagem)

Você também pode
se interessar por

Decoração: 5 regras para você não se tornar mais uma vítima das tendências
Casa e Decoração
Decoração: 5 regras para você não se...

Em casa, invista em itens e cores atemporais e...

CONFIRA