Estilo

Seja Estilo
Viagem

Novos nômades: viajantes com propósito

Viagens voluntárias, imersões culturais e retiros espirituais ganham espaço no roteiro de quem busca experiências transformadoras

(Imagem)

O desejo por transformação tornou-se a bússola do viajante moderno. É que, hoje, uma palavra ocupa cada vez mais espaço na vida pessoal e profissional dessas pessoas: propósito. Uma intenção que traduz a ânsia por vivências mais profundas, muitas vezes relacionadas a jornadas humanitárias e até espirituais.

Em vez de um destino específico, os novos nômades viajam em busca de um sentimento, uma experiência. E, muitas vezes, o desejo é mudar algo no mundo. O turismo voluntário, por exemplo, lança um olhar cuidadoso sobre as questões sociais de lugares fragilizados para deixar um impacto positivo em certos destinos.

Atualmente há várias plataformas criadas para os interessados em embarcar nas jornadas humanitárias. Digna de menção é a Worldpackers, uma empresa que conecta viajantes e comunidades de forma colaborativa. Funciona assim: você troca habilidades pessoais por acomodação. É possível escolher entre dar aulas de inglês para uma comunidade do Camboja ou ajudar as crianças peruanas a fazer lição de casa, entre outras experiências. E, se a pedida for ecoturismo, por que não trabalhar em uma fazenda orgânica no Nepal, ou em uma plantação de Tâmaras em Israel?

Boas experiências culturais também estão sob a lupa dos viajantes com propósito. O objetivo dessas jornadas é conhecimento, expandir os horizontes. A agência Latitudes, por exemplo, alfaiata roteiros sob medida, da Ásia até a Europa, para quem quer engrossar o repertório intelectual. Aqui, você é guiado por um especialista de determinada área: história, arte, arquitetura ou gastronomia. Imagine só: é possível fazer uma viagem artsy com um roteiro assinado por Agnaldo Farias, curador do Tomie Ohtake; ou uma imersão antropológica talhada pelo olhar do historiador Leandro Karnal.

Amantes de festivais também podem mergulhar fundo em viagens culturais. Mas, se esqueça das programações exclusivamente musicais. Hoje, há mais. O Nômade, por exemplo, acontece na primeira quinzena de fevereiro, no Chile, e os participantes se encontram na Reserva Costela Mapu Lahual para viajar juntos até a região de Los Lagos. No evento, que dura uma semana, eles fazem yoga, assistem a shows e participam de cerimônias do fogo.

E se a pedida é ficar zen e relaxar a mente, há um sem fim de opções de viagens espirituais. Deseja silenciar a mente? Vá para o Bali Silent Retreat, na Indonésia, um retiro que oferece programas como yoga, massagens, banhos em termas e observação de estrelas. Se quiser ficar no Brasil, um dos retiros mais famosos é o Ponto de Luz, em Joanópolis, no interior de São Paulo. Há oficinas de reiki, meditação, harmonização de chakras e até uma programação de Réveillon com ceia vegana. Uma coisa é certa: você sairá de lá bem melhor do que chegou.

Dica BB: Para aproveitar sua viagem com tranquilidade, conte com os benefícios exclusivos para clientes Estilo. Com o Ourocard Estilo Visa Infinite você acumula 2 pontos a cada dólar gasto na função crédito e ainda conta com diversas vantagens especiais, como seguro de emergência médica internacional, proteção para atraso de bagagem e perda de conexão, acessos a salas VIP, entre outras.

CONFIRA(Imagem)

Você também pode
se interessar por

5 trilhas na América do Sul para viajantes esportistas
Viagem
5 trilhas na América do Sul para viajantes...

Cordilheiras, lagunas e parques nacionais: conheça as...

CONFIRA